Home » » Troquei o pai pelo filho

Troquei o pai pelo filho

                              Troquei  o pai pelo filho





Já fazia  8  meses que eu estava namorando com   ele era um cara legal, atencioso, mas tinha um “pequeno” problema, sempre fui daquelas que pensa que não é o tamanho da varinha que faz a mágica, mas não sei se ele se sentia rebaixado, tímido, por causa do seu “probleminha” o sexo entre a gente nunca era bom, era rara as vezes que me sentia satisfeita com ele, sempre que tentava conversar sobre o assunto ele ficava nervoso e mudava de assunto!!!
Mas apesar de tudo estava tentando levar nosso relacionamento, afinal nunca tinha conhecido um cara que me desse tanta atenção, claro que algumas vezes vinha à tentação de traí-lo, mas ai lembrava-me dos seus carinhos e me continha!!
Em um feriado prolongado fui para praia com o  e o pai  dele, eu estava na cozinha já de biquíni esperando o Bruno para irmos à praia quando entra seu Carlos “meu sogro” com uma sunga apertada e minúscula, tentei desviar o olhar do enorme volume que fazia um pouco abaixo do seu abdômen, mas foi impossível, naquele momento percebi como meu sogro era um homem interessante, tinha 48 anos, estava ficando calvo, mas tinha um olhar expressivo, uma boca carnuda, um nariz afilado, um sorriso atrevido nos lábios, pra sua idade até que ele tinha um corpo legal!! Claro que ele percebeu meu súbito interesse e se aproximou de mim, me dando um abraço e um beijo no rosto, senti o volume do seu pau na minha barriga, o que me deixou na hora toda molhadinha, senti minhas bochechas arderem, e fui salva pelo Bruno que chegou à cozinha, me chamando para irmos à praia!!
Passei a tarde inteira lembrando-me do ocorrido na cozinha, já de tardezinha voltamos da praia fui para o quarto tomar um banho e acabei me masturbando com o jato de água da mangueira do chuveiro, fiquei no quarto imaginando como seria sentir um pau daquele tamanho na minha xaninha novamente, quando o Bruno me chamou para jantar disse que estava sem fome e voltei ao banheiro para me masturbar mais uma vez!!!
Mais tarde o Bruno apareceu tentei transar com ele, mas ele alegando estar cansado pediu pra deixarmos para o dia seguinte, pensei o que vou fazer estou para entrar em erupção, me masturbar novamente iria aliviar um pouco, mas não apagar meu fogo.
Então resolvi ir dar uma caminhada na praia, andei por um tempo, mas o volume da sunga do Seu Carlos não me saia da cabeça, então resolvi dar um mergulho no mar, mas nada adiantava a água do mar parecia às mãos de um amante a acariciar meu corpo, depois de tanto tempo de insatisfação sexual, nada continha meu desejo!!!
Saindo da água levei um susto quando vi o Seu Carlos sentado na areia, meu coração parecia que ia saltar pela boca!!!
Ele foi o primeiro a quebrar o silêncio me pedindo para sentar ao seu lado, me sentei como uma cachorrinha obediente e ele foi logo perguntando:
-Você também não esta conseguindo dormir???
Eu só balancei a cabeça respondendo que sim!!
E dessa vez ele olhando direto em meus olhos falou:
-Desde que você começou a namorar meu filho que não consigo mais dormir, sei que não é certo eu desejar a namorada do meu filho, mas você não sai do meu pensamento, e hoje lá na cozinha, notei que você também tem um certo interesse por mim??!!!
Depois de meses de tensão sexual não me conti mais me joguei em cima daquele homem, nosso beijo foi demorado e apaixonado, nos agarrávamos um ao outro, nos tocávamos sem pensar em nada...
Quando ele desamarrou a parte de cima do meu biquíni e começou a sugar meus seios, gemi alto e ele foi percorrendo meus seios, minha barriga, até chegar à minha xaninha, passava à língua na minha buceta por cima do biquíni, me levando a loucura total, quando ele tirou meu biquíni e abocanhou meu grelinho, gritei como uma cadela no cio, chegando ao meu primeiro orgasmo, ele continuava me chupando, enfiava a língua na minha buceta, lambia meu cuzinho eu estava totalmente descontrolada, me contorcia e gemia como uma louca, nisso ele me fez gozar mais umas duas vezes!!!
Sentia meu corpo mole e leve, mas quando olhei para seu pau duro querendo escapar do short que ele usava, não pensei duas vezes tirei aquele enorme mastro para fora, passei minha boca de leve por toda sua extensão, o senti estremecer, comecei a chupar devagar a cabeça do seu pau, e depois desci minha boca até as suas bolas e voltava a chupar de novo, seu pau era enorme conseguia colocar só metade dele em minha boca, eu saboreava aquele cacete como se fosse o ultimo pau do mundo e ele gemia e falava:
-Isso sua ninfetinha safada... Que boquinha gostosa... Continua que eu vou gozar na sua boca, minha putinha!!!!
Intensifiquei as chupadas no seu pau, ele gemeu um pouco mais alto enchendo minha boca de porra, que eu fiz o possível para engolir tudo, sem deixar escorrer nadinha!!!
Então pedi:
-Vem ......mete seu pau dentro de mim!! Quero gozar no seu pauzão vem!!!
E ele me penetrou minha buceta sem dó, já metendo com força, sentia seu cacete me rasgando, me abrindo por dentro, mas o dor era insignificante diante da fome que eu estava por um pau me que preenchesse toda, mudamos a posição e fui para cima dele, comecei a rebolar rápido, subindo e descendo em seu seu mastro, cavalguei, gritei, gemi, e ele me dava umas estocadas profundas, que me fazia gozar mais e mais!!!
Pegando-me pelo cabelo ele me pediu para ficar de quatro colocou aquele cacete imenso na entrada do meu cuzinho e começou a penetrar, eu tentei sair mais ele me segurou pelo quadril e deu uma estocada tão forte que entrou tudo de uma vez, eu dei um grito que ele tentou abafar com a mão, era uma dor insuportável como se ele estivesse me rasgando ao meio, mas ele não ligava pra minha dor e bombava e bombava com força, nem no meu primeiro anal senti tanta dor. E ele falava:
-Isso sua vadiazinha chora, grita... Mas que cuzinho gostoso e apertadinho... Não foi isso que você pediu meu pau dentro de você agora agüenta sua vagabunda!!!
Ondas de prazer e de dor começaram a se misturar dentro de mim, e eu me rendi totalmente quando ele penetrou minha buceta com os dedos e começou a socá-la também, depois de um tempo eu é que falava:
-Mete... Mete com mais forças seu cavalo... hummm   assimm gostoso
Quero esse pau gostoso só para mim... Vai sogrinho, arromba mais meu cuzinho!!!!
Então ele explodiu dentro do meu cuzinho, senti a porra quente escorrendo por minhas pernas!!!
E ficamos deitados agarradinhos  por um tempo nos braços um do outro só escutando o barulho do mar!!
Nossa que noite alucinante  amei tanto que    acabei  largando meu  namorado
e casei  com   ele  /// ele é o maximo   me fodi como ninguem  !

DOUTORAM  /DOUTORA DO PRAZER
 
Support : Copyright © 2015. Mi Puntofinal - All Rights Reserved