Home » » Cuidando do corpo e da mente /

Cuidando do corpo e da mente /

    Saber viver  como pessoas normais 
cuidar de si  e  saber  que não somos eternos /
O tempo todo somos nós que escolhemos o valor que damos a cada pequeno evento. O tempo todo somos nós que damos peso à realidade. A realidade, como afirmam os físicos quânticos, não existe por si só e sim no encontro entre observador e observado.

Pense nos seus relacionamentos mais próximos, naquelas pessoas com as quais você convive diariamente. É claro que, todos os dias, muitas coisas acontecem na sua interação com elas. Um dia seu marido esquece-se de trazer o que você pediu que ele trouxesse da padaria, ou sua filha não guarda as roupas que você implorou que ela tirasse de cima da cadeira, antes que a cadeira fosse eternamente soterrada; ou você observa aflita enquanto sua irmã bate sem querer no porta-retratos que você trouxe de sua última viagem, fazendo com que ele se espatife e parta em mil pedaços.

A minha pergunta é:

- Você tem consciência, nesse exato momento, de que pode “escolher” como reagir a esses eventos?

A vida, com suas provocações diárias, é um prato cheio para nos enlouquecer, acredite. Se quisermos podemos encontrar diariamente vários motivos altamente justificáveis para perder a cabeça, agredir as pessoas, mergulhar na irritação, reclamar da vida e brigar. Podemos, sem muito esforço, tornar nossas vidas (e a de quem nos cerca) um verdadeiro inferno!

TPM - Outro fato comum é a piora de algumas doenças como epilepsia, enxaqueca, alcoolismo, fibromialgia e bulimia na semana que antecede a menstruação. Portanto, o humor, o comportamento feminino e até mesmo algumas doenças clínicas sofrem influências significativas das peculiaridades do ciclo reprodutivo feminino
Qual é a função do hormônio estrógeno ou estrogênio? A queda desse hormônio afeta a saúde mental da mulher?
O estrógeno é um hormônio sexual feminino produzido nos ovários, embora pequenas quantidades dele sejam produzidas na adrenal (glândula que fica no pólo do rim).
O estrógeno promove o desenvolvimento das características sexuais secundárias como o desenvolvimento das mamas. O estrógeno age na mulher desde o intraútero, durante o desenvolvimento da gestação, organizando a arquitetura do cérebro feminino e sua ação continua na puberdade influenciando o humor e o comportamento; através da interação com receptores (proteínas) localizados na superfície dos neurônios que sintetizam e regulam a liberação de neurotransmissores (mensageiros químicos cerebrais) como serotonina, noradrenalina, etc. Sua ação em nível de SNC é marcante, tanto em nível estrutural quanto funcional. Leva até a alterações na forma como os neurônios estabelecem novas sinapses (comunicações).
O volume de neurônios do hipocampo (região da memória) aumenta sob a influência do estrógeno.
Estrógeno e saúde mental - A ação do estrógeno no SNC, regulando vários neurotransmissores diferentes, pode explicar por que a sua queda pode causar depressão, por exemplo, em mulheres vulneráveis
A TPM de fato causa todo esse “estrago” afetando o comportamento de forma drástica ou a própria TPM pode ser usada por algumas mulheres como uma “muleta psíquica” para justificar atitudes impulsivas, impensadas ou que não sejam politicamente corretas?

Na nossa sociedade, a TPM ainda é envolvida por muitos mitos e preconceitos. Apesar da maioria das mulheres apresentar a forma leve de TPM que melhora com mudanças de hábitos alimentares, atividades físicas e comportamentos, não podemos nos esquecer que os sintomas psíquicos graves ocorrem no universo de 3% a 9% das mulheres.
TPM grave
A TPM grave é conhecida como transtorno disfórico pré-menstrual, gera prejuízos sóciofuncionais significativos e muito sofrimentos /
TPM grave - A impulsividade, a tristeza e a irritabilidade são sintomas marcantes e precisam ser tratados com antidepressivos serotoninérgicos (que aumentam a disponibilidade de serotonina no sistema nervoso central/

Depressão pós-parto - Tais sintomas devem estar presentes por pelo menos duas semanas, na maior parte dos dias, com grandes prejuízos sóciofuncionais e sofrimento.

Sexualidade feminina é mais complexa do que masculina
Cabe ressaltar que a sexualidade feminina é muito mais complexa do que a do homem. No homem, o estímulo visual direto tem uma importância maior, na mulher as percepções e os órgãos do sentido (toque, olfato), além de todo o envolvimento e comprometimento afetivo do parceiro são os maiores estimuladores. Os hormônios sexuais e um conjunto de neurotransmissores libidinosos acompanham os estímulos elétricos que estão na origem da atração erótica.
Portanto, algumas fragilidades psíquicas podem ficar encobertas, inicialmente, por várias DSF. O marido tem um grande papel, ou seja, o tratamento só dá resultados quando todo o casal se envolve. O foco da psicoterapia deve ser amplo, nunca apenas voltado à DSF.
*Hipotireoidismo: 1 insuficiência da atividade fisiológica da glândula tireóide; 2 má condição orgânica resultante dessa diminuição acentuada, caracterizada por baixa taxa metabólica e perda de vitalidade (Fonte: Dicionário Houaiss)
**Senescência: 1 qualidade de senescente; velhice; 2 processo de tornar-se senil; 3 condição do que está próximo de se tornar senil (Fonte: Dicionário Houaiss)
 
Support : Copyright © 2015. Mi Puntofinal - All Rights Reserved